Enquanto a Sede do Atlético, em Lourdes, passa por grandes reformulações, com a fachada tampada por tapumes e cercada por andaimes, a diretoria alvinegra promete pequenos ajustes na equipe que será comandada pelo uruguaio Diego Aguirre. Ainda sem anunciar a primeira contratação de 2016, o presidente Daniel Nepomuceno tem outra missão pela frente: definir o futuro do atacante André, que não gostaria de retornar à Cidade do Galo.

A chegada de 2016 significa a possibilidade, garantida por lei, em André sair do Atlético de graça. O contrato com o clube termina em 30 de junho de 2016, ou seja, daqui seis meses. O alvinegro gostaria de renovar com o atacante. Afinal, o jogador motivou o Galo a investir R$ 15 milhões, contabilizando os R$ 5 milhões pagos pelo Santos em 2012, por 25% do atleta revelado na Vila. “Conversei com o André por telefone, o parabenizei pelo Brasileiro. Vamos conversar”, disse Daniel Nepomuceno.

GRENAL DE OLHO

André pode ser protagonista de uma disputa entre Grêmio e Internacional. A dupla do Rio Grande do Sul demonstrou interesse em levar o atacante ainda no primeiro semestre. E possuem cartas de diferentes naipes nas mangas.

O Tricolor Gaúcho gostaria de usar André para abater a dívida de 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 6,5 milhões) relativos à venda de Victor ao Galo, em 2012. Entretanto, tem o peso de ser um possível rival alvinegro na Copa Libertadores.

O Internacional, por sua vez, deseja envolver o centroavante como moeda de troca por Rafael Moura. O camisa 9 colorado está encostado no Beira-Rio. Aos 32 anos, seu contrato termina dois meses após o fim do vínculo de André. O vice de futebol do Inter, Carlos Pellegrini, não confirma a vinda de Rafael Moura para BH, mas admite que ele poderia ser indicação do treinador Diego Aguirre

“Nada de concreto. Mas (Moura) pode ser indicação do treinador do Galo”, afirmou o dirigente, negando que André pudesse ser envolvido no negócio.

Rafael foi revelado nas categorias de base do Galo em 2003. Fez apenas duas partidas e foi dispensado.

REFORMA

A Sede de Lourdes passa por mudanças físicas. A fachada será reformada, com novo escudo sendo instalado no alto do prédio. Haverá mudanças também na sala de exposição dos troféus, melhorando o acesso da torcida ao local.