A Federação Internacional de Automobilismo (FIA), em uma reunião do Conselho Mundial de Automobilismo nesta quarta-feira (2), em Paris, confirmou oficialmente o calendário de provas da temporada de 2016 da Fórmula 1. São as mesmas 21 corridas divulgadas no encontro anterior da entidade, no final de setembro, mas desta vez um dos GPs corre o risco de não acontecer: nos Estados Unidos.

A grande dúvida para 2016 é referente à corrida no circuito das Américas, na cidade de Austin, no Texas, programado para o dia 23 de outubro. O problema é que o GP sofreu um grande corte financeiro no último mês e foi chamado pelo próprio presidente, Bobby Epstein, de "financeiramente devastador". Além disso, os estragos provocados pela passagem de um furacão nos dias do evento deste ano foram grandes.

O campeonato será aberto, como de costume, com o GP da Austrália, em Melbourne, no dia 20 de março. A corrida na Rússia, nas ruas de Sochi, mudou mesmo de outubro para 1.º de maio e a grande novidade é a estreia de Baku, no Azerbaijão, com o GP da Europa, em 19 de junho.

A FIA confirmou também que a Alemanha, de volta ao calendário em 2016, fechará a primeira parte no dia 31 de julho. Após as férias de verão na Europa, a Fórmula 1 terá o GP da Bélgica no dia 28 de agosto.

Sem qualquer mudança, o GP do Brasil será o penúltimo do ano no dia 13 de novembro, no autódromo de Interlagos, em São Paulo. E Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, fecha a temporada novamente, em 27 de novembro.

Confira o calendário do Mundial de Fórmula 1 de 2016:

GP da Austrália: 20 de março
GP do Bahrein: 3 de abril
GP da China: 17 de abril
GP da Rússia: 1.º de maio
GP da Espanha: 15 de maio
GP de Mônaco: 29 de maio
GP do Canadá: 12 de junho
GP do Azerbaijão: 19 de junho
GP da Áustria: 3 de julho
GP da Inglaterra: 10 de julho
GP da Hungria: 24 de julho
GP da Alemanha: 31 de julho
GP da Bélgica: 28 de agosto
GP da Itália: 4 de setembro
GP de Cingapura: 18 de setembro
GP da Malásia: 2 de outubro
GP do Japão: 9 de outubro
GP dos Estados Unidos: 23 de outubro*
GP do México: 6 de novembro
GP do Brasil: 13 de novembro
GP de Abu Dabi: 27 de novembro

* pendente de confirmação da FIA