No jogo adiantado da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro goleou o Sport por 3 a 0, neste domingo (15), e mostrou mais uma vez porque atravessa uma fase iluminada. Com o resultado, o time cinco estrelas aumentou sua sequência para 11 jogos invicto sob o comando de Mano Menezes.

Se Cruzeiro e Sport chegaram até essa partida brigando por um lugar no G-4, a resposta está na chegada de Mano Menezes e Falcão aos dois times. E no encontro entre eles, quem se deu bem foi Mano Menezes, que saiu do Mineirão com uma vitória tranquila por 3 a 0. Com gols de Willians, de pênalti, Durval, contra, e Marcos Vinícius, todos no segundo tempo.

Melhor para Mano, que com a bola em jogo viu o Cruzeiro fazer mais uma apresentação de gala. Sem usar o famoso camisa 9, o treinador cruzeirense optou por um ataque mais rápido e habilidoso, com Willian, Marcos Vinícius e Alisson revezando, caindo cada hora por uma lateral, o que deu muito certo.

Após passar em branco no primeiro tempo, o Cruzeiro aproveitou as oportunidades no segundo tempo para sair de campo com a vitória e os três pontos que mantêm vivo o sonho do time conquistar uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Com o adiantamento da partida, agora as duas equipes só voltam a campo no próximo fim de semana. O Cruzeiro vai a São Paulo enfrentar o Palmeiras, sábado, às 19h30, na Allianz Parque. Já o Sport recebe o Atlético Paranaense, na Ilha do Retiro, domingo, às 19h30.

Solidariedade

Os acontecimentos devastadores que assolam o mundo. Por isso, antes de a bola rolar foi respeitado um minuto de silêncio, tanto por jogadores, quanto por torcedores, em solidariedade as vítimas dos ataques terroristas em Paris, na última sexta-feira.

O jogo

Jogando em casa e com o apoio da torcida que encheu o Mineirão, não tinha como o Cruzeiro começar de outra forma a partida. Pressionando o Sport e segurando a posse de bola no campo de ataque, o time chegou com perigo logo no primeiro minuto. Willian recebeu pela direita, e tentou colocar no canto esquerdo de Danilo Fernandes, mas errou por pouco.

Depois disso, o jogo ficou parado graças a falta de criatividade dos dois lados, tanto que uma nova chance de gol aconteceu só aos 22 minutos. Alisson recebeu na esquerda, cortou para o pé direito e bateu forte, a bola desviou no zagueiro e sobrou para Willian, que não conseguiu finalizar. Aos 29 minutos o Sport respondeu. Após cruzamento da esquerda, André desviou na pequena área para a boa defesa de Fábio, que estava bem colocado.

O Cruzeiro voltou a assustar aos 41 minutos, Fabrício cobrou forte a uma falta de muito longe. A bola desviou na barreira e quase encobriu Danilo Fernandes, só que acabou passando por cima do gol pernambucano.

Quatro minutos depois o Sport quase abriu o placar duas vezes. Primeiro, após a cobrança de escanteio, Bruno Rodrigo tentou cortar e quase marcou contra, a bola passou à esquerda do gol de Fábio. No novo escanteio Diego Souza desviou de cabeça para uma grande defesa do goleiro cruzeirense. Antes do primeiro tempo acabar, o Cruzeiro chegou com perigo. Ariel Cabral recebeu na área e ajeitou para o chute de Bruno Rodrigo sobre o gol do Sport.

Em busca da vitória o Cruzeiro voltou do intervalo com tudo, e logo aos quatro minutos quase abriu o placar. Fabrício fez ótima jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Alisson que, da entrada da pequena área, cabeceou forte mas em cima de Danilo Fernandes que fez ótima defesa. Novamente o Sport respondeu a altura quatro minutos depois. Diego Souza recebeu na entrada da área e buscou o canto direito, mas bem colocado Fábio fez boa defesa.

Aos 11 minutos Danilo Fernandes salvou o Sport de tomar o primeiro gol. Após receber lançamento, Willian bateu forte e cruzado para uma grande defesa do goleiro pernambucano, que espalmou para escanteio. Na cobrança, o Cruzeiro levantou a bola na área e após a confusão, a bola pegou no braço do zagueiro. Bem colocado, o árbitro marcou o pênalti. Na cobrança Willians deslocou Danilo Fernandes e abriu o placar.

Quase que na sequência, aos 16 minutos, Willians recebeu na direita e tentou o cruzamento. A bola desviou em Durval e foi na direção do gol. Traído pelo desvio, Danilo Fernandes só acompanhou a bola entrando. Dois minutos depois o Cruzeiro perdeu um gol feito com Alisson. Ele a bola recebeu sozinho, driblou o goleiro mas bateu por cima do gol.

Na sequência, aos 20 minutos, o Cruzeiro chegou ao terceiro gol e decretou a goleada. Em ótima arrancada de Marcos Vinícius, driblou o zagueiro na corrida, e bateu na saída de Danilo Fernandes.

Ficha técnica

Cruzeiro 3 x 0 Sport

Cruzeiro
Fábio; Ceará (Fabiano), Bruno Rodrigo, Manoel, Fabrício; Willians, Henrique, Ariel Cabral; Marcos Vinícius (Marquinhos), Alisson (Leandro Damião) e Willian
Técnico: Mano Menezes

Sport
Danilo Fernandes; Neto (Régis), Matheus Ferraz, Durval, Renê; Rithely, Oswaldo, Wendel (Ronaldo), Marlone (Maikon Leite), Diego Souza; André
Técnico: Paulo Roberto Falcão

Gols: Willians, aos 13, Durval (contra), aos 16, e Marcos Vinícius aos 20 minutos do segundo tempo
Arbitragem: Marielson Alves Silva (BA), auxiliado por Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: Matheus Ferraz, Diego Souza e Régis (S), Willian e Willians (C)
Público: 25.851
Renda: R$ 701.625,00