O Flamengo reencontrou o caminho da vitória e goleou o Goiás por 4 a 1 no Maracanã, neste domingo, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado encerrou um jejum de quatro partidas sem marcar gols ou vencer. Com o resultado, o clube da Gávea chega a 47 pontos, na 11.ª posição na tabela. Para o Goiás, a derrota torna ainda mais crítica sua situação no Brasileirão. Com 34 pontos, o time goiano está na 17.ª colocação.

O destaque da partida foi Alan Patrick, reintegrado recentemente ao time rubro-negro. Ele e Pará, que também jogou bem, foram muito vaiados, mas responderam em campo à perseguição da torcida. Na próxima rodada, o Goiás recebe o Coritiba no Serra Dourada, em Goiânia, na quarta-feira, às 19h30. O Flamengo enfrenta o Santos na Vila Belmiro na quinta-feira, às 22h.

O Flamengo começou o jogo com maior domínio e o Goiás adotou uma estratégia mais tímida, dando espaço aos cariocas. A partida transcorria sem grandes lances até que Alan Patrick foi do céu ao inferno no Maracanã. O meia, que foi vaiado no início por causa do afastamento imputado pela diretoria, fez bela tabela com Gabriel, aos 18 minutos, e, em grande jogada, driblou o marcador e chutou rasteiro, no canto de Paulo Henrique, marcando o primeiro do Flamengo.

Após o gol, a pressão foi toda do rubro-negro carioca. Aos 25, o Flamengo perdeu duas chances de uma só vez. Emerson invadiu a área e chutou em cima de Paulo Henrique. No rebote, Gabriel finalizou e Felipe Macedo afastou para escanteio. Aos 29, Jorge recebeu bom passe de Emerson dentro da área, bateu e esbarrou na boa saída de Paulo Henrique. Aos 33, Fred cobrou falta e a bola raspou na trave de Paulo Victor.

No final da primeira etapa, o Goiás passou a pressionar mais os cariocas, que recorreram às entradas agressivas para frear o ímpeto dos adversários. No último minuto, aos 46, Erik aproveitou um lapso da defesa flamenguista após cobrança de falta na área e, livre, completou para empatar o jogo. Os rubro-negros foram para o vestiário sob vaias.

Na volta do intervalo, o Flamengo foi fulminante. Em boa jogada pela direita, Pará cruzou na área e o goleiro espalmou. No rebote, Alan Patrick bateu com calma para fazer seu segundo na partida e colocar o Flamengo à frente no placar. Logo depois, aos cinco, o Goiás saiu mal e a bola ficou com Jorge. O lateral fez belo lançamento para Kayke, que, cara a cara com Paulo Henrique, escolheu o canto e fez o terceiro do rubro-negro.

Aos 18, Pará sofreu falta na lateral da área. Alan Patrick cobrou com precisão na cabeça de Kayke, que marcou seu segundo gol e o quarto do Flamengo. Aos 20, o rubro-negro quase ampliou a vantagem. Kayke recebeu na direita, cruzou a bola rasteira para Everton, que bateu e foi bloqueado por Paulo Henrique. Aos 28, Alan Patrick foi substituído por Canteros e deixou o campo aplaudido.

No final da partida, os mandantes administraram a vitória, trocando passes até o minuto final. Diante da grande desvantagem, o time goiano não ameaçou a zaga rubro-negra.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 1 GOIÁS

FLAMENGO - Paulo Victor, Pará, César Martins, Wallace e Jorge; Márcio Araújo, Jajá (Jonas) e Alan Patrick (Canteros); Gabriel (Everton), Sheik e Kayke. Técnico: Oswaldo Oliveira.

GOIÁS - Paulo Henrique; Clayton Sales, Felipe, Fred, Diogo; Rodrigo, Felipe Menezes (Arthur), David (Ruan); Erik (Murilo Henrique), Zé Love e Bruno Henrique. Técnico: Danny Sergio.

GOLS - Alan Patrick, aos 18, e Erik, aos 46 minutos do primeiro tempo; Alan Patrick, aos 3 minutos do primeiro tempo, Kayke, aos 5 e aos 18 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Wallace (Flamengo).

ÁRBITRO - Luiz Flavio de Oliveira (SP).

RENDA - R$ 513.917,59.

PÚBLICO - 15.421 presentes (12.634 pagantes).

LOCAL - Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).