Passado o compromisso contra o Flamengo nesta quinta-feira (10), no Maracanã, o Cruzeiro concentra todas as atenções para o clássico contra o Atlético, domingo, às 16h, no Mineirão, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após quebrar uma invencibilidade de 11 jogos sem vencer o rival no jogo do primeiro turno, no Independência, o Cruzeiro busca, agora, superar outro retrospecto negativo.

A última vez que o time celeste bateu o Atlético no Mineirão foi em julho de 2013. Na ocasião, a equipe goleou o rival por 4 a 1, um jogo após a conquista da Copa Libertadores pelo rival alvinegro.

Desde então, os dois times voltaram a se enfrentar no Gigante da Pampulha em cinco oportunidades, com três vitórias do Atlético e dois empates.

No ano passado, essa invencibilidade rendeu ao Galo a conquista da Copa do Brasil. Na oportunidade, no segundo confronto da grande final, o alvinegro venceu o Cruzeiro por 1 a 0, com gol marcado por Diego Tardelli.

Por outro lado, o Cruzeiro conquistou um título em cima do Atlético no Mineirão, mesmo sem vencer. Na ocasião, o empate por 0 a 0 rendeu o troféu à Raposa, que fez melhor campanha na fase de grupos. O primeiro duelo, no Independência, também terminou em 0 a 0.

No Campeonato Brasileiro do ano passado, as duas equipes protagonizaram um grande duelo. Depois de abrir 2 a 0 no marcador, com Carlos e Diego Tardelli, o Cruzeiro chegou ao empate com Ricardo Goulart e Alisson. Na reta final, no entanto, o Galo chegou à vitória, novamente com Carlos.

A última vez que as duas equipes se encontraram no Mineirão foi no segundo confronto da semifinal do Campeonato Mineiro deste ano. Depois de empatar por 1 a 1, no Independência, o Cruzeiro jogava pelo empate para se classificar à final da competição.

O time celeste até chegou à frente no marcador, aos 14 minutos do primeiro tempo, com o uruguaio Arrascaeta. Mas o argentino Lucas Pratto roubou a cena e contribuiu para a manutenção da sequência invicta em clássicos do Atlético no Mineirão. No segundo tempo, o atacante aproveitou passes de Guilherme e marcou os dois gols do triunfo do time alvinegro.

Torcida Convocada

Sem tempo para descanso, Mano chega junto com a delegação no começo da tarde desta sexta-feira em Confins e se dirige direto para a Toca da Raposa II. O time celeste treina às 16 horas visando o clássico do domingo.

“Vamos enfrentar um grande adversário, mas eles também sabem que vão. O torcedor do Cruzeiro pode ir ao campo que o rendimento que ele vai ver é o que viu nos últimos jogos, com a postura dos últimos jogos e será um grande jogo, pode ter certeza disso”, garantiu Mano.