Depois de afirmar que não se lembrava do lance do pênalti, o zagueiro Thiago Silva admitiu que tocou a mão na bola e no lance que provocou o empate entre Brasil e Paraguai, por 1 a 1, pelas quartas de final da Copa América, no último sábado (27). Na cobrança de pênaltis, o time paraguaio venceu por 4 a 3. Na chegada ao Rio de Janeiro para aproveitar as férias, o zagueiro reconheceu que se sente culpado de certa forma pela queda da seleção brasileira.

"De certa forma a gente se sente (culpado). Foi uma situação que eu não tinha visto que a bola tinha batido na minha mão. Fui ver depois, no hotel, em vídeos e fotos", declarou o zagueiro no desembarque dos jogadores no Rio de Janeiro na noite deste domingo.

O defensor do Paris Saint-Germain afirmou que, ao contrário do lance similar no confronto com o Chelsea, pela Liga dos Campeões da Europa, ele não sentiu a bola bater em seu braço, justificando o espanto imediato e até mesmo após o apito final, ainda no gramado, como flagrado por imagens de TV. "A minha cara de espanto foi tão grande que eu não entendi o que o árbitro tinha marcado. Nem o árbitro sabia na mão de quem tinha batido, se na minha ou na do Daniel", afirmou.