O Barcelona anunciou nesta terça-feira a renovação do contrato de Jordi Alba até 2020, o que mantém o jogador da seleção espanhola vinculado por mais cinco anos ao clube, do qual vem sendo titular absoluto da lateral esquerda nas últimas três temporadas.

O atual contrato de Alba com o Barcelona se encerraria apenas em 2016, mas agora as partes chegaram a um acordo para ampliá-lo, a quatro dias da decisão da Liga dos Campeões da Europa, no próximo sábado, em que o time catalão vai encarar a Juventus em Berlim.

A renovação do contrato de Alba, que possui uma cláusula de rescisão de US$ 164 milhões (R$ 519 milhões), o solidifica como dono da lateral esquerda do Barcelona. Enquanto isso, a situação da lateral direita segue indefinida, ainda mais após o brasileiro Daniel Alves exibir na semana passada o distanciamento entre ele e a direção do Barcelona para renovar o seu contrato, o que hoje parece improvável.

O Barcelona, que tentará levar o título da Liga dos Campeões no próximo sábado para completar uma temporada perfeita, em que já venceu o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei, não pode realizar contratações na próxima janela, pois foi punido pela Fifa, por descumprir o regulamento de transferências de jogadores menores de idade.

Alba chegou ao Barcelona em 2012, contratado junto ao Valência. O lateral-esquerdo disputou 43 partidas oficiais e marcou dois gols na atual temporada. Ele também é titular habitual da seleção espanhola.