A defesa de um pênalti cobrado por Misael aos 39 minutos do segundo tempo, quando o América vencia o Luverdense/MT de virada, por 2 a 1, pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro da temporada passada e mantinha o sonho do acesso à elite do futebol não sai da memória da torcida. Muito menos do goleiro João Ricardo, do Coelho.
 
A agradável lembrança sobre o adversário deste sábado (16) com certeza será um ingrediente a mais para motivar o goleiro e a equipe a buscarem a primeira vitória do time na competição. O jogo, pela segunda rodada do Brasileiro da Série B, contra o mesmo adversário, no mesmo estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT), terá início às 21h.
 
“Ano passado fui muito feliz naquela partida. Foi um momento único na minha carreira. Agora, vai ser um jogo difícil do mesmo jeito. A iluminação lá não é das melhores”, avalia o goleiro, que contribuiu decisivamente para que o América tivesse a segunda defesa menos vazada do Estadual deste ano, com sete gols em 11 jogos.
 
Controle da ansiedade
 
Vindos de dois empates, um na estreia da Série B com o Bahia e outro com o Ceará, pela Copa do Brasil, ambos por 1 a 1, o time, segundo João Ricardo, deve controlar a ansiedade para somar os três pontos e amenizar a pressão. “Precisamos da vitória para nos soltar na competição. Acho que falta um pouco de tranquilidade. Regulando a ansiedade a vitória vai acontecervir”, prevê João Ricardo.
 
O América entra em campo com quatro alterações em relação ao jogo com o Ceará: Walber, Leandro Guerreio, Willi – substitui Mancini, poupado –, e Marcelo Toscano.