O São Paulo pagou ao elenco nesta sexta-feira (15) metade dos direitos de imagem que estão atrasados. O clube pretendia quitar todo o débito até o fim da semana, mas depois de repassar a quantia de R$ 2,5 milhões, pretende completar o pagamento ainda até o fim do mês. Os vencimentos de março estão acertados e restam pendentes agora os referentes ao mês de abril.

O presidente Carlos Miguel Aidar planejava ter tudo resolvido até sexta-feira. A diretoria admitiu que uma sentença judicial para pagamento de uma outra dívida foi a responsável por atrasar o acerto com o elenco. O São Paulo terá de pagar R$ 2,49 milhões à empresa Prazan Ltda, valor corrigido referente à comissão para contratar o lateral Jorginho Paulista, em 2002.

Esse débito será pago com parte da arrecadação da bilheteria do jogo com o Cruzeiro, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Inicialmente o plano do clube era usar a quantia justamente para pagar os direitos de imagem dos jogadores.

O mesmo problema com o elenco a diretoria teve em março. Na ocasião, parte dos débitos contemplava também premiação para parte do elenco pela classificação para a Libertadores, fora a pendência com os direitos de imagem.