Em meio à maratona de jogos neste primeiro semestre, o Cruzeiro finalmente terá um período maior para treinos e descanso. Após a queda nas semifinais do Campeonato Mineiro, a equipe só voltará a campo no dia 6 de maio, quando inicia a disputa das oitavas de final da Libertadores contra o São Paulo no Morumbi. O tempo livre para o duelo decisivo foi celebrado pelo técnico Marcelo Oliveira.

"Esse tempo para esse jogo é bom, importante para recuperar jogadores que fazem falta. A folga é mais para tirar o jogador do ambiente de trabalho, descansarem. Nos últimos sete dias jogamos três jogos decisivos. Fazer finalizações com mais repetições e nos preparar melhor para pegar o São Paulo", disse.

Primeiro colocado do Grupo 3 da Libertadores, o Cruzeiro terá pela frente o São Paulo, segundo do Grupo 2. Marcelo sabe da dificuldade do confronto e garantiu que o período para treinos pode ser fundamental para os dois lados, já que o adversário também está fora da decisão do Campeonato Paulista.

"Sabemos que vamos ter um adversário duro. Um time tradicional e de grande poder técnico. Acreditamos num duelo equilibrado e esperamos que o Cruzeiro possa passar de fase. Poucas vezes nós teremos um espaço tão bom para trabalhar. Primeiro para descansar e depois para acertar detalhes técnicos. Temos que pensar estrategicamente nesses dois confrontos", comentou.

E o treinador avaliou que um jogador pode surpreender e ser decisivo no duelo: o meia Gabriel Xavier. "Sempre estou observando todo mundo. Aqui a gente cuida do elenco com igual condição. É necessário estar treinando forte. Gabriel tem dado uma resposta positiva e ele está se candidatando a participar mais dos jogos. Seja para entrar jogando ou no decorrer dos jogos. Depende da minha convicção."