O lutador Anderson Silva voltará a subir no octógono neste sábado (31) à noite, em Las Vegas, nos Estados Unidos, na luta principal do UFC 183. Ele vai enfrentar o americano Nick Diaz, em seu tão aguardado regresso após mais de um ano afastado de combate, vítima de grave fratura na perna esquerda no final de 2013. 
 
Quem também está vivendo a expectativa desse retorno do Spider é o treinador de muay thai Luiz Cláudio, 34 anos, verdadeiro clone do lutador brasileiro, que encara a semelhança com bom humor. 
 
“Como também sou da área acompanho o Anderson há muitos anos. Desde que ele ficou famoso para o grande público, todos brincam com as semelhanças e pelo fato de eu ter a mesma especialidade dele, o Muay Thai”, explica. 
 
A semelhança entre Luiz Cláudio e Anderson Silva já provocou situações embaraçosas e engraçadas para o lutador mineiro. “Uma vez eu tinha acabado de chegar no aeroporto do Rio, aí um menino me abraçou para tirar uma foto e eu distraído aceitei. Pronto, estava armada a confusão. Todo mundo começou a me cercar, achando que eu era ele (Spider). Até a Polícia Federal me ajudou a chegar até o táxi”, comenta. “O engraçado foi que até eles (policiais) não acreditaram que eu não era o Anderson. Tive que mostrar a identidade”, lembra, bem humorado.
 
Apesar das semelhanças físicas, Luiz nunca pensou em trabalhar como sósia do famoso lutador. “Já recebi convites. Recentemente, inclusive, uma empresa me ligou perguntando se eu tinha interesse de trabalhar pra eles, mas nunca aceitei”, diz.
 
Dono do Centro de Treinamento Luiz Muay Thai, no Carlos Prates, o professor, que se diz fã de Anderson Silva, acredita que o Aranha vai nocautear Nick Diaz. “Não será uma luta fácil. Além do Anderson estar voltando, sem ritmo de luta, o Nick Diaz não ficar se arriscando na luta em pé. Ele deve tentar colocar para baixo, onde é melhor. Mas o Anderson é muito inteligente e vai saber se defender das quedas e vai nocautear no terceiro round”, aposta.