A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) inseriu uma cláusula de censura no seu regulamento geral de competições de 2015. Neste ano, qualquer jogador ou dirigente que fizer um "comentário contrário" aos interesses do campeonato deverá ser multado em R$ 50 mil pelo clube ao qual pertencer.

Pelo que diz o 133.º artigo do regulamento, a multa é aplicada quando a declaração considerada "contrária, depreciativa ou ofensiva" foi veiculada em qualquer meio de comunicação, sendo decorrente direta ou indiretamente da declaração de qualquer "subordinado à presidência de qualquer associação (clube)".

A multa será dobrada a cada "ato lesivo" gerado porque qualquer outra pessoa ligada ao clube. Há, porém, uma forma de reduzir a punição pela metade: caso o presidente do clube publique uma nota oficial na página principal do clube na internet, em até 48 horas, desmentindo o "ato lesivo".