A Polícia Civil de São Paulo anunciou nesta sexta-feira que prendeu temporariamente quatro torcedores do Palmeiras acusados de espancar um blogueiro que mantém uma página na internet sobre o cotidiano do clube. O grupo é membro da torcida organizada Mancha Alviverde e participou da agressão no dia 23 de março, na Vila Belmiro, durante o clássico entre os times pelo Campeonato Paulista.

Segundo o delegado do Drade (Delegacia de Repressão e Análise aos delitos de Intolerância Desportiva) Mário Sérgio de Oliveira Pinto, dois dos presos já tinham passagem pela polícia e ainda há um quarto membro foragido.

Os torcedores foram identificados pelas câmeras do estádio e além da agressão, roubaram o celular da vítima. "Encontramos na casa de um dos agressores a mesma roupa usada no dia do incidente e o celular roubado foi presenteado para a namorada do torcedor", explicou o delegado.

Para a Polícia, a divergência de opiniões entre a publicação do blogueiro e os torcedores motivou a agressão. Os torcedores foram presos na manhã desta sexta-feira em São Paulo, Barueri, Taboão da Serra e Santo André. Fora a prisão, os policiais recolheram computadores.

Um dos presos, Diego Mendes da Silva tem passagem pela polícia por envolvimento no assassinato de um corintiano. No decorrer da investigação pela agressão ao blogueiro o torcedor ameaçou a vítima de morte por mensagem de celular. Outro palmeirense, Davidson Mota, é investigado por tentativa de homicídio.