A sequência de lesões do atacante Diogo deixa o Palmeiras preocupado para o restante da temporada. O jogador chegou ao clube no começo do ano, quando deixou a Portuguesa, e os inúmeros problemas o fizeram ter apenas seis partidas pelo novo time, desfalcando um setor que cada vez é mais dependente de Alan Kardec.

Alan Kardec marcou nove dos 30 gols do time no ano, enquanto o companheiro de posição, Leandro, foi às redes apenas duas vezes e não tem jogado bem. Ainda assim, continua como titular por ter a confiança do técnico Gilson Kleina e também pela falta de opções.

"Infelizmente o Diogo vem de uma série de problemas. Às vezes, em alguns treinos ele começa a trabalhar e depois de 15 a 20 minutos já começa a sentir dor", explicou o preparador físico do Palmeiras, Fabiano Xhá. "No começo do ano ele teve um problema no músculo adutor na coxa direita, o tratamento foi feito, mas a lesão retornou", disse.

Diogo deve começar na próxima semana a treinar mais forte para tentar retornar ao time. O Palmeiras vai procurar focar na recuperação de 11 atletas que estão no departamento médico para ter no elenco mais opções para escalar os titulares na estreia do Brasileirão, no dia 20 de abril, contra o Criciúma, fora de casa.

Mesmo com poucos jogos pelo Palmeiras, Diogo ganhou moral no clube pela boa atuação no clássico com o Corinthians, quando deu bela assistência para gol de Alan Kardec.