O maratonista sul-africano Lindhikaya Mthangayi foi flagrado em exame antidoping pela segunda vez, informou nesta quarta-feira o Instituto Sul-Africano pelo Esporte Sem Doping. Por causa da reincidência, o corredor sofrerá suspensão de seis anos.

O último exame de Mthangayi deu positivo para a substância methandienone, um esteroide anabolizante proibido pela Agência Mundial Antidoping. O teste foi realizado em setembro após a Maratona da Cidade do Cabo, que o corredor venceu.

Antes deste flagrante positivo, o sul-africano já havia cumprido suspensão de seis meses. Em 2009, um exame antidoping constatou a presença do estimulante methylhexaneamine em sua amostra.

Mthangayi terá seu segundo caso de doping julgado por um tribunal independente. Ele ainda pode requisitar a amostra "B". Se a substância proibida for confirmada, o maratonista deve ficar afastado das competições por seis anos.