O Atlético Mineiro adotou o Independência como sua casa desde a reinauguração do estádio em abril de 2012, mas Diego Tardelli revelou neste domingo (21) que o Mineirão é o seu palco preferido. Por isso, o atacante garantiu que não está preocupado com o fato da finalíssima ser disputada no Mineirão, na próxima quarta-feira (24), contra o Olímpia.

"Particularmente, sempre gostei do Mineirão. Quando soube que a final seria aqui, foi muito bom. O Mineirão é o meu palco, por tudo de bom que já aconteceu comigo aqui e que continua acontecendo. Vamos fazer aqui o mesmo caldeirão que a gente faz no Independência, só que com 60 mil pessoas", disse.

Na sua primeira passagem pelo Atlético-MG, entre 2009 e 2011, Tardelli atuou por diversas vezes no Mineirão, até a Copa do Mundo de 2010, quando o estádio foi fechado para reformas. Nesse período, ele se consagrou como artilheiro do Campeonato Mineiro e Brasileiro, ambos em 2009, com a maior parte dos gols marcados no estádio, e também foi campeão estadual em 2010, também no Mineirão, onde marcou um dos gols da decisão.

Na manhã deste domingo (21), o Atlético-MG realizou um trabalho tático, seguido de treino de cruzamentos e finalizações, no Mineirão. E Tardelli aprovou a chance de se readaptar ao estádio. "Treinar no local do jogo é importante, sempre ajuda em termos de uma referência na arquibancada", comentou.

Com seis gols marcados, Tardelli é um dos artilheiros da Libertadores, ao lado do companheiro Jô e de Ignacio Scocco, que atuou pelo Newell's Old Boys na competição. Por isso, o atacante avaliou que tem responsabilidade maior para ajudar o time a reverter a vantagem do Olimpia, que venceu o primeiro jogo da final, no Paraguai, por 2 a 0.

"Pelo nosso momento, precisando de gols, e por eu ser, junto com o Jô, um dos artilheiros da Libertadores, a cobrança será grande, mas estou preparado para isso, estou bastante tranquilo. E, quando estou tranquilo, sempre posso esperar coisa boa", afirmou Tardelli.