Bernard se lesionou diante do Tupi, após se atirar ao chão em um lance que o juiz sequer deu falta - em minha visão de forma correta. No choque com o gramado, o jogador levou a pior e sofreu uma luxação no ombro. Na saída do gramado, urros de dor e choro. A contusão deixa o jovem meia afastado por três semanas.

O prejuízo do Galo é inegável. Apesar de possuir um bom elenco - Luan já está pronto para assumir a titularidade -, Bernard, hoje, é um dos melhores atletas do país, cotado para a Seleção Brasileira.

Bernard saiu do jogo ainda na primeira etapa

Contudo, o problema não existiria caso o Atlético tivesse optado por mandar a campo um time sem os principais jogadores. Domingo foi Bernard que se lesionou, mas, anteriormente, em campos precários, o Galo abusou da sorte com seus craques. Mas a questão não é de fácil resolução.

No futebol, a confiança é um dos principais fatores de motivação de um time. As vitórias em sequência deixa o time com o astral elevado. Uma equipe recheada de reservas no Mineiro poderia "jogar contra" o Galo, caso os triunfos não aparecessem. Desta forma, a confiança poderia faltar na Libertadores, competição que os atleticanos sonham em conquistar.

A decisão é complicada e Cuca acaba ouvindo críticas independente da opção adotada.

O melhor "problema" do futebol

 

Ricardo Goulart

 

Diego Souza ou Ricardo Goulart. Um tem o peso do nome e o currículo recheado de boas atuações e conquistas; outro é um jovem talento que pode ser o futuro do futebol brasileiro. A vaga no time, por ora, com o esquema adotado pela Raposa, só permite a escolha de um dos dois jogadores.

Marcelo Oliveira tem o poder da decisão e em suas mãos um dos "problemas" que os técnicos adoram ter. Dois jogadores de qualidade e que permitem uma estratégia diferenciada para o Cruzeiro em 2013. Com Diego Souza, o time é mais agudo e cadenciado. O camisa 10 dá um toque de bola diferente e puxa a marcação, que lhe dá uma atenção especial.

Ricardo Goulart, por outro lado, demonstra um pouco mais de vigor físico e velocidade. Em boa forma, o meia-atacante chega com força ao ataque e busca o gol com frequência. Com o poder da decisão, o técnica celeste.

Um decisivo Fábio Júnior

 

América Fábio Júnior

 

O veterano atacante tem sido um dos principais nomes do América neste Campeonato Mineiro. Mesmo na fase de vacas magras, no início do torneio, o Coelho contava com o centroavante inspirado, marcando gols - é o artilheiro da competição - e dando várias assistências.

 

No estadual, a idade, 35 anos, parece não pesar para o goleador neste 2013. Fábio Júnior mostra uma excelente forma, potencializada por um meio de campo, liderado por Rodriguinho, que proporciona condições para o centroavante brilhar. A expectativa é se o ritmo será mantido durante toda a temporada.

Rapidinhas

• Para quem gosta, começou no domingo, oficialmente, a temporada de beisebol nos Estados Unidos.

• Usain Bolt é um verdadeiro showman. Brinca, dança, mexe com o público e ainda é muito mais veloz que seus rivais.

• Lionel Messi, a cada dia, surpreende com seus feitos em um nível gigante de competição. Quem pode prever onde a "Pulga" vai chegar?