A Câmara Municipal de Belo Horizonte depositou nesta segunda-feira (19) o pagamento das verbas rescisórias de 119 trabalhadores. Segundo a assessoria da Câmara, a decisão do pagamento foi tomada na última sexta, durante um reunião entre representantes da Casa e do Ministério do Trabalho.

Os beneficiados eram funcionários da empresa Elite Serviços que decretou falência em maio último. Na terça (20) representantes da Câmara e da Elite retornam ao Ministério Público do Trabalho para discutir o pagamento das multas rescisórias e o FGTS dos terceirizados.

Um contrato de emergência foi aberto em nome da Arte Brilho que irá recontratar todos os funcionários - a empresa estava em segundo lugar no último processo e assume o contrato até dezembro. Em 2016 será realizada uma nova licitação.