O PDT e o PROS acordaram em retirar da pauta de votação da Câmara a emenda que sugeria a criação do sistema eleitoral denominado "distritão misto". O modelo foi apresentado como emenda à Proposta de Emenda à Constituição nº 14, a PEC da Reforma Política, que os deputados votam na noite desta terça-feira (26).

O distritão misto ficou prejudicado após a recusa do distritão defendido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que saiu derrotado da votação. Com isso, o sistema político brasileiro segue sendo o modelo proporcional, que considera toda a votação dada nos candidatos da sigla ou da coligação, além do voto na legenda.