O candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB) votou na manhã deste domingo (26) no Colégio Estadual Central, na seção 111. Com direito a queima de fogos de artifício em sua chegada, Aécio foi ovacionado pela maioria das pessoas que estava no colégio, onde cerca de 200 pessoas cantaram o hino e a música da campanha. O presidenciável chegou com sua esposa Letícia Weber, acompanhado do governador Alberto Pinto Coelho, do senador eleito Antônio Anastasia, do prefeito Márcio Lacerda, que estava com sua esposa Regina Regina, o vice-prefeito Délio Malheiros.

Demonstrando simpatia, o candidato distribuiu abraços, cumprimentou eleitores e posou para fotos. Devido ao tumulto, um vibro basculante se quebrou. Segundo o assessor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o vidro deverá ser substituído.

A saída foi tão tumultuada quanto sua chegada. Segundo testemunhas no local, pessoas que estavam em um prédio em frente ao colégio começaram a atirar ovadas.

O tucano chegou a seção de votação por volta de 10h20 e saiu por volta de 10h30. Sua esposa Letícia votou na sala ao lado. Na saída, o candidato saiu fazendo um "V" de vitória e falou: "Valeu minha gente".

O prefeito Marcio Lacerda foi um dos que concedeu entrevista no local. “Qualquer que seja o resultado de hoje, o Brasil é o vencedor. É um domingo chuvoso, mas de importante mobilização em todo país, qualquer que seja o resultado o Brasil é o ganhador, espero que seja o Aécio. Posso acreditar que o pessoal que vem votar está interessado em discutir o dia a dia”

Após a votação, o tucano seguiu para uma coletiva em um hotel próximo ao colégio. Veja os principais pontos:

CAMPANHA

"Essa campanha teve duas marcas antagônicas muito fortes. Uma são as atitudes sórdidas de um partido que quis se manter a qualquer custo no poder, a outra marca é que o Brasil acordou, foi para as ruas, para dizer que não aceita que seu destino tenha dono. Agradeço ao apoio e volto a repetir que percebi nas viagens pelo Brasil que os eleitores querem mudança na política. Me considero vitorioso por ter contribuído pela redescoberta do brasileiro de que eles são capazes de influenciar as eleições e mudar o destino"

LULA

"É lamentável porque o ex-presidente Lula se apequenou na campanha. Farei esforços, por ter uma lembrança generosa de lembrar dos elogios que ele me fez"

YOUSSEF

"Soube ontem a noite, recebei um telefone do governador do Paraná Beto Richa, que confirmou a informação, mas a informação que tenho é que está bem"

SE ELEITO

"Se for eleito presidente, vou ter um comportamento republicano, e tirar do papel as demandas antigas dos mineiros. Estou muito confiante, sereno, esperando que os brasileiros votem durante este dia"

PESQUISAS

"As pesquisas falharam muito, e querendo ou não, influenciam na reta final; vamos dar a elas mais uma chance"