Uma saudita amputou a mão de sua empregada doméstica indiana que se queixou de suas condições de trabalho, anunciaram nesta sexta-feira (9) as autoridades indianas, que apresentaram uma queixa oficial ante Riad.

A ministra indiana das Relações Exteriores, Sushma Swaraj, denunciou a agressão brutal da qual foi vítima Kasthuri Munirathinam, uma funcionária de 55 anos hospitalizada em Riad.

"Amputação da mão de uma mulher indiana - Ficamos comovidos pela forma brutal como esta mulher indiana foi tratada na Arábia Saudita", escreveu em sua conta do Twitter a ministra Sushma Swaraj.

"É inaceitável. Informarmos as autoridades sauditas sobre o incidente", acrescentou em outro tuíte. Um porta-voz do ministério confirmou que a Índia apresentou em Riad uma queixa oficial ao ministério saudita das Relações Exteriores.

Munirathinam, originária do estado de Tamil Nadu (sul), sofreu humilhações desde que começou a trabalhar como empregada doméstica na Arábia Saudita há três meses, segundo sua família.

"Quando tentou escapar da tortura e da perseguição, a mulher que a emprega cortou sua mão", disse sua irmã, S. Vijayakumari, à agência Press Trust of India (PTI).
Vários meios de comunicação indianos divulgaram imagens da vítima no leito de um hospital. A chancelaria indiana indicou à AFP que está organizando sua repatriação.

Dezenas de milhares de indianos trabalham como empregados domésticos nos países do Golfo, onde os maus-tratos sofridos aparecem com frequência na primeira página dos jornais da Índia.