Há tempos arqueólogos discutem se o Stonehenge, monumento erguido entre 4 e 5 mil anos atrás, era um círculo completo ou um semi-círculo. Um motivo inusitado ajudou no esclarecimento desse mistério e na constatação de que o monumento era circular.
 
O estudo partiu de uma observação feita por Tim Daw, responsável pela manunteção do monumento. Tim contou que estava em pé na trilha que circunda as rochas, olhando para a grama e pensando que deveria comprar uma mangueira mais longa. Nesse momento ele percebeu que a grama estava ressecada nos locais em que os arqueólogos tinham buscado, sem sucesso, pelas pedras que faltavam. 
 
Daw explicou que as partes mais ressecadas correspondiam a escavações arqueológicas documentadas, inclusive trincheiras escavadas em 1901 pelo engenheiro William Gowland.  O fato de essas marcas aparecerem em locais em que as trincheiras existiam reforça a teoria de que elas indicam áreas de terra removida. 
 
Motivo inusitado ajuda a esclarecer mistério do Stonehenge
 
Especialistas, contatados pelo administrador do local, reexaminaram o sítio arqueológico e notaram que a grama que estava ressecada ao longo de trincheiras indicava o formato original do monumento. 
 
De acordo com a organização britânica de patrimônio English Heritage, a descoberta é muito significativa. Mas apesar nos muitos estudos feitos no monumento, a historiadora da organização, Susan Greaney, ressalta que ainda há muito a se descobrir sobre o monumento.
 
As conclusões do estudo foram publicadas na revista especializada Antiquity e reforçam a importância de um  monitoramento contínuo do patrimônio arqueológico por terra e ar.