SÃO PAULO - As cinzas da ex-primeira ministra britânica Margaret Thatcher, que morreu em 8 de abril aos 87 anos, foram sepultadas hoje no terreno do Royal Hospital Chelsea, em Londres, durante uma cerimônia privada.

O enterro na unidade de saúde, que dá atenção médica e abrigo a militares reformados, foi o desejo da antiga chefe de governo, que comandou a administração britânica entre 1979 e 1990. Ela já havia sido incinerada neste hospital londrino, após o funeral público, em 14 de abril.

Na cerimônia de hoje estiveram os dois filhos da "Dama de Ferro", Mark e Carol, junto com alguns de seus antigos colaboradores como Timothy Bell, que até o último momento foi seu porta-voz, e Cynthia Crawford, sua assistente pessoal durante 30 anos.

O ato consistiu em um breve serviço religioso na capela desse centro seguido do enterro das cinzas, que já descansam junto a uma inscrição na qual se lê simplesmente "Margaret Thatcher 1925-2013", ao lado de seu marido Denis, morto em 2003.

Thatcher morreu após um acidente vascular cerebral, em 8 de abril, após anos afastada da política. Ela teve forte ligação com o Royal Hospital Chelsea nos últimos dez anos. Após sua morte, a família pediu que, ao invés de flores, enviassem doações ao hospital.