MADRI - O repórter do jornal espanhol "El Periódico", Marc Marginedas, foi sequestrado na Síria, informou nesta segunda-feira (23) o próprio diário em um artigo em sua edição online.
 
"Sequestrado na Síria o jornalista Marc Marginedas", é a manchete do jornal, que indica que "Marc Marginedas, enviado especial de "El Periódico" na Síria, está nesse país em poder de um grupo da insurgência desde 4 de setembro, último dia em que entrou em contato com a redação em Barcelona".
 
Segundo "El Periódico", que cita "diversas fontes", seu enviado especial "viajava de carro junto com o motorista que o acompanhava quando foram interceptados por combatentes jihadistas nos arredores da cidade de Hama, no oeste da Síria".
 
"Desde então, não foi possível entrar em contato com ele", acrescentou o jornal, indicando que esta era a terceira viagem de seu enviado à Síria desde que o conflito teve início, em 2011.
 
Marginedas, que tinha entrado na Síria no dia 1º de setembro através do sul da Turquia "acompanhado de opositores do Exército Livre Sírio (ELS)", "enviou sua última reportagem na segunda-feira, dia 2 de setembro, da localidade de Qasr Ibn Wardan, próxima a Hama", segundo a mesma fonte.
 
"Na quarta-feira, ele tinha que mandar uma reportagem sobre um povoado próximo que tinha sido supostamente saqueado pelo Exército sírio. Por volta do meio-dia, ele entrou em contato com a redação, mas não chegou a enviar sua informação, por ter sido detido antes", relatou o diário.