O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), disse nesta tarde de terça-feira (11), que não há acordo com a oposição sobre a votação da reforma trabalhista. Após o religamento da luz no plenário no Senado, Jucá voltou ao local, mas disse que não sabe se votação da proposta ocorrerá hoje (11). Ele destacou que a decisão cabe ao presidente da Casa, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). O peemedebista entrou no plenário e sentou na primeira fileira.

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA), que intermediou as tentativas de negociação com a oposição, saiu da reunião no gabinete da presidência do Senado com lideranças em direção ao plenário visivelmente irritado. Jader disse que, se estivesse no lugar de Eunício, abriria a sessão imediatamente. O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), também participou do encontro.