A taxa de desemprego de 8,6% no país para o trimestre até julho é a maior da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, iniciada em janeiro de 2012. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A taxa cresceu 1,7 ponto porcentual em relação a igual período do ano passado, quando estava em 6,9%. Trata-se também da maior diferença já vista na série neste tipo de confronto.