A taxa de desemprego medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua ficou em 7,4% no trimestre até fevereiro, o que representou aumento em relação a fevereiro de 2014, quando estava em 6,8%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IBGE apresenta o cálculo em trimestre móvel, pois a metodologia de coleta e cálculo da pesquisa impede isolar os dados apenas de um mês.

Para o trimestre encerrado em fevereiro deste ano, a renda média real do trabalhador foi de R$ 1.817. O valor é 1,1% superior ao de igual período de 2014. Já a massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ 162 bilhões, alta de 2,2% na mesma base de comparação. A série histórica da pesquisa com resultados para trimestres encerrados mês a mês teve início em janeiro de 2012.