Com o governo segurando despesas para promover o ajuste fiscal, os gastos com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) caíram 37,1% no mês no primeiro bimestre de 2015, de acordo com dados divulgados há pouco pelo Tesouro Nacional. Nos dois primeiros meses do ano, essas despesas somaram R$ 7,527 bilhões. No primeiro bimestre do ano passado, os gastos com o programa somaram R$ 11,971 bilhões.

Com isso, os investimentos totais também apresentaram queda no bimestre, de 31,1%, totalizando R$ 11,289 bilhões. No mesmo período de 2014, os investimentos somaram R$ 16,374 bilhões. Em fevereiro deste ano, houve R$ 50 milhões de receitas das concessões. O governo recebeu ainda R$ 132,9 milhões em dividendos.