O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse na manhã desta quinta-feira (17), que a "tendência" é que o governo federal atenda o pedido das montadoras e prorrogue a redução do IPI dos automóveis pelo menos até o fim de março de 2014. No calendário atual, a alíquota do imposto voltaria ao patamar anterior em janeiro. Pimentel participa do lançamento de um automóvel da Hyundai na fábrica da Caoa, em Anápolis (GO).

O ministro disse que a ampliação do prazo de vigência do IPI menor está sendo analisada pelo Ministério da Fazenda, que avalia o impacto da medida na arrecadação e o cumprimento das metas fiscais, mas que "há possibilidade de o pleito ser atendido". As montadoras pleiteiam a prorrogação por causa dos grandes estoques nos pátios das fábricas e da queda nas vendas de automóveis registrada nos últimos dias.