Nos primeiros sete meses deste ano, as exportações mineiras de soja em grão movimentaram US$ 684,4 milhões, alta de 65,5% em relação ao mesmo período de 2012. Segundo levantamento da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), a soja respondeu por 16,3% das vendas externas do agronegócio de Minas de janeiro a julho.

Segundo o presidente do Sindicato dos Produtores de Soja e Milho de Unaí, no Triângulo Mineiro, Pedro Neto, a safra 2012/2013 atingiu recorde de produção em todo o país, com expansão de 12% ante a safra anterior.

A remuneração, no entanto, foi menor. “O valor médio da saca na região ficou em R$ 58. Na safra anterior, foi de R$ 61. De janeiro a julho, os embarques somaram 1,3 milhão de tonaladas.

O superintendente de Política e Economia Agrícola da Seapa, João Ricardo Albanez, explica que o impulso veio, principalmente, da China.
“A soja brasileira é reconhecida naquele país pela alta qualidade e teor de óleo e proteína”, diz Albanez. O gigante asiático responde por 29% do consumo mundial do grão.

Apesar dos bons resultados, os produtores de Uberaba, também no Triângulo, temem que a volatilidade do dólar impacte negativamente nos custos de produção.

O produtor Daniel Magalhães, presidente da AFS Agricultura e Pecuária, explica que muitos dos insumos necessários para o cultivo são importados, o que torna o cultivo por hectare mais caro.

“Cerca de 15 insumos, como fertilizantes e inseticidas, são necessários para produzir um hectare de soja. Com a moeda americana no pico de R$ 2,30, o custo médio por hectare, de R$800, pode atingir até R$ 1.100. Isso pode levar, inclusive, a um maior endividamento dos produtores, que buscam mais linhas de financiamento para as safras”, acrescentou.

O economista da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Pierre Vilela, explica a insegurança do produtor quanto à variação da moeda norte-americana, já que as vendas foram feitas com o dólar mais baixo e as compras de insumos para a próxima safra têm de ser antecipadas.


Leia mais na Edição Digital