SÃO PAULO - A Vigilância Sanitária de Campinas (SP) recomendou nesta terça-feira (29) que todos os hospitais e clínicas da cidade suspendam temporariamente os exames de ressonância magnética e de tomografia que são feitos com contraste. A orientação foi dada depois que três pessoas morreram na segunda-feira (28) à noite após fazerem esses exames no hospital particular Vera Cruz. O pedido não inclui casos emergenciais, informou a Secretaria Municipal de Saúde.

As mortes foram confirmadas pelo próprio hospital Vera Cruz, mas não foram informados o sexo e a idade das vítimas. A assessoria de imprensa declarou que técnicos da Vigilância Sanitária e do Instituto Médico-Legal estiveram no local, que permanece fechado. De acordo com a unidade de saúde, o exame de ressonância magnética é feito por uma empresa terceirizada. A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que os exames só retornem depois de esclarecidas as mortes.