A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta segunda-feira (31), o primeiro pedido de registro de autoteste de antígeno para detecção de Covid-19 no Brasil. A solicitação foi feita pela empresa brasileira Okay Technology Comércio do Brasil Ltda para autoteste importado, que utiliza coleta de swab (espécie de cotonete comprido) nasal para a obtenção do resultado.

A resolução que autoriza o uso e a comercialização de autotestes para identificação do coronavírus foi publicada na última sexta-feira (28) e regulamentou requisitos e procedimentos para a solicitação de registro e distribuição do produto.

A Anvisa informou que tem dado prioridade à análise de solicitações envolvendo esse tipo de registro, para que sejam aprovadas no menor tempo possível.

Além de aspectos como eficácia e segurança, os autotestes serão avaliados, por exemplo, quanto à regularidade da documentação técnica, à acessibilidade das instruções de uso, à armazenagem e ao descarte do produto para o usuário leigo, de forma a viabilizar a utilização de forma adequada.

Leia mais:

Nenhum autoteste de Covid tem venda autorizada no Brasil; farmácias e laboratórios esperam aprovação
BH ganha novo local de teste gratuito de Covid-19; já são 800 exames diários em 5 universidades