Os participantes da segunda etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021 já podem conferir onde farão as provas de habilidades clínicas nos dias 18 e 19 deste mês. As informações estão no cartão de confirmação da inscrição, disponível no Sistema Revalida.

Além do endereço do local de prova, o documento apresenta o número de inscrição, data e horário dos exames. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelas provas, alerta que é importante estar atento às informações, pois algumas cidades possuem mais de um local de aplicação. Os participantes também serão divididos em dois grupos, com horários diferentes de entrada para realização da prova, mas todos seguindo o horário de Brasília.

O cartão registra, ainda, se o participante deve contar com atendimento especializado. Apesar de não ser obrigatório, o Inep recomenda que o participante leve o documento nos dias de exame.

A primeira etapa do Revalida, de provas objetivas, foi realizada em 5 de setembro. A segunda etapa é de avaliação das habilidades clínicas, quando o médico executa tarefas para uma banca examinar suas habilidades para o exercício da função, durante dois dias de provas. Para isso, ele percorre 10 estações resolvendo tarefas como a investigação de história clínica, a interpretação de exames complementares, a formulação de hipóteses diagnósticas, a demonstração de procedimentos médicos e o aconselhamento a pacientes ou parentes, entre outras.

Vagas
Para esta fase, foram disponibilizadas 7.280 vagas, distribuídas entre as 22 cidades de aplicação. São elas: Aracaju (SE), Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campina Grande (PB), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Manaus (AM), Niterói (RJ), Pelotas (RS), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP), Santa Maria (RS), Teresina (PI) e Uberlândia (MG).

Caso o participante reprove na segunda etapa, ele poderá se reinscrever diretamente nela, pelas duas próximas edições do exame.

O objetivo do Revalida é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O exame é aplicado pelo Inep desde 2011 para subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em Medicina expedido no exterior.

Apesar de ser aplicado pela autarquia ligada ao Ministério da Educação, o ato de apostilamento da revalidação do diploma é uma atribuição das universidades públicas que aderem ao Revalida.

Leia mais:
Inep divulga lista de estudantes regulares no Enade
Revalida seguirá protocolo de prevenção à Covid-19, diz Inep