Uma grande operação policial busca prender um homem suspeito de matar quatro pessoas da mesma família, na última semana, em Goiás. Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, tem sido chamado de ‘serial killer do DF’. Ele está foragido há oito dias e estaria na região de Cocalzinho, em Goiânia.

Durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira (16), o secretário de Estado de Segurança Pública, Rodney Miranda, disse que as equipes só deixarão a localidade após a captura.

“Nós não vamos sair do local enquanto não achá-lo. Não vamos deixar desguarnecida a nossa população. Precisamos controlar a ansiedade. Ele vai ser pego. Ontem nós chegamos muito perto e hoje vamos pegá-lo”, destacou o chefe da pasta.

força tarefa

Autoridades policiais na busca por Lázaro

Ainda segundo o secretário, o suspeito está cansado e acuado. “Dessa forma, fica mais perigoso, mas, também, mais suscetível à nossa chegada".

Invasões

Durante a fuga, Lázaro invadiu algumas propiedades da região. Na manhã desta terça-feira (15), o suspeito foi encontrado dormindo em uma fazenda pelo dono da propriedade e um caseiro. Ele pediu comida, mas, depois, fugiu. Uma câmera de segurança registrou o momento:

Na tarde do mesmo dia, o suspeito também invadiu uma propriedade rural e fez três pessoas reféns. Durante a ação, um policial militar foi atingido com um tiro de raspão. O PM foi encaminhado ao Hospital de Urgências de Anápolis no helicóptero do Corpo de Bombeiros e passa bem. Nas imagens, é possível ver a movimentação na propiedade:

 

Crimes 

No último dia 9, Lázaro assaltou uma fazenda em Ceilândia, no Distrito Federal, e matou três pessoas: pai e dois filhos. As vítimas foram identificadas como Cláudio Vidal, de 48 anos; Gustavo Marques Vidal, de 21, e um adolescente, de 15.

Logo após, o homem sequestrou e matou a esposa de Cláudio. O corpo de Cleonice Marques de Andrade, 42, foi encontrado no último sábado (12) próximo à casa da família. Horas depois, ele invadiu outra fazenda e baleou três homens – dois seguem internados em estado grave.

A ficha criminal de Lázaro é extensa. Em abril de 2020, ainda invadiu uma casa no Sol Nascente - região administrativa do DF, que pertencia a Ceilândia-, fez a família refém e estuprou uma mulher. 

(*) Especial para o Hoje em Dia

Leia mais:
Polícia prende dois suspeitos por prática de violência contra idosos em BH