A Campanha de Vacinação contra a Influenza em 2021 encerra a primeira fase nesta segunda-feira (10) com 8% do público-alvo vacinado. A iniciativa tem o objetivo de imunizar 79,4 milhões de pessoas em todo o país. Mas, desde o início, só 7,6 receberam as doses

A ação começou em 12 de abril. A primeiraª fase teve como foco crianças de 6 meses a 6 anos, povos indígenas, trabalhadores da área da saúde, gestantes e mulheres puérperas que estão no período de até 45 dias após o parto.
 

Vacina

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe influenza começa nesta terça-feira (11) e prossegue até 8 de junho

Foram distribuídas 27,3 milhões de doses aos estados. Ao todo, 5,5 milhões de crianças na faixa etária indicada foram imunizadas, além de 1,1 milhão de trabalhadores de saúde, 617,7 mil gestantes, 120 mil indígenas e 114 mil puérperas.

As unidades federativas com maiores coberturas vacinais, conforme o painel do Ministério da Saúde, são: Sergipe (11,5%), Maranhão (10,9%), Goiás (10,5%), Mato Grosso do Sul e Paraíba (10,4%).

O radialista aposentado Luis Lima, que mora em Brasília, não estava entre o público prioritário para a primeira fase, mas já se vacinou. Ele tomou a tetravalente, como faz há vários anos, para proteger-se contra o vírus influenza.

“Desde que comecei a vacinar há muito tempo, nunca mais gripei. Aliás, aproveitei e ainda me vacinei contra a pneumonia. A vacinação é conhecimento a favor da melhor condição do ser humano”, disse Lima.

Próximas fases

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe Influenza começa nesta terça-feira (11) e prossegue até 8 de junho. Essa fase é destinada a idosos com mais de 60 anos e professores. A expectativa do Ministério é que 33 milhões de pessoas sejam imunizadas.

A terceira fase, de 9 de junho a 9 de julho, abrangerá cerca de 22 milhões de pessoas. Compõem esse público-alvo integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade; e adolescentes em medidas socioeducativas.

Covid-19

Pessoas que tomaram a primeira ou a segunda doses da vacina contra a Covid-19 devem esperar pelo menos 14 dias para tomar o imunizante contra a gripe.

Leia mais:
Crianças são mais contaminadas por adultos com Covid-19 do que o contrário, diz Fiocruz
Covid-19: Robô Aurora inicia testes de usabilidade em hospital de PE