Pesquisadores brasileiros prometem dar fim ao temido motor dos dentistas. Um estudo desenvolvido pelo Centro Nacional de Pesquisas Estratégicas do Nordeste (Cetene) em parceria com a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) descobriu um tratamento inovador contra as bactérias da cárie. O método utiliza partículas minúsculas de prata e quantidade 600 vezes menor do mineral do que a presente em produtos já comercializados. O método foi eficaz em 85% dos casos; 5 mil crianças passaram pelos testes.

A aplicação do composto é feita com uma espécie de pincel com esponja na ponta e não leva mais do que cinco minutos. O custo não passaria de R$ 1. A fórmula penetra os túbulos dentários e libera as nanopartículas aos poucos. Em cáries não muito profundas é possível tratar a lesão sem necessidade de remover o tecido morto com o motor[LIMPAR]. “Com uma única aplicação na região lesionada, conseguimos paralisar dois terços das cáries. Um resultado fantástico”, afirmou o pesquisador André Galembeck, do Cetene.