Na mitologia nórdica, Valhalla é o nome que se dá ao Palácio dos Mortos Heróicos, localizado em Asgard, o Reino dos Deuses. Mas no mundo dos vivos, Valhalla é a nova máquina da Aston Martin, e será a viatura oficial de James Bond em “OO7: Sem Tempo Para Morrer”.

A fabricante inglesa acaba de apresentar a versão de produção do carro, que foi exibido como carro-conceito, em 2019. Híbrido, esse supercarro coloca a Aston Martin num segmento que já é explorado pela Ferrari, McLaren, Porsche e Koenigsegg.

N/A

SUPERCARRO - Bem diferente dos tradicionais gran turismo da marca britânica, o Aston Martin Valhalla adota motor central posterior, como Valkyrie, de tiragem limitada de 150

O Valhalla é o primeiro carro de produção em série da marca a utilizar motor central posterior. Ou seja, montado atrás da cabine, como McLaren Senna ou LaFerrari. O bólido chega logo depois da versão final do Valkyrie (que é um carro com elementos de competição e homologado para uso rodoviário) e que encerra sua tiragem de 150 unidades este ano.

“Quando criamos o conceito Valhalla, queríamos enfatizar o legado de design do Aston Martin Valkyrie e essa intenção permanece inalterada, mas a execução evoluiu consideravelmente para alcançar a produção de um carro totalmente novo. Embora o legado de Valkyrie seja claro, Valhalla é agora um modelo mais maduro, peça de design totalmente resolvida. Ele combina a função aerodinâmica pura que você esperaria de uma marca competindo na Fórmula 1, junto com uma forma bonita, proporções impressionantes e detalhes exemplares pelos quais a Aston Martin é conhecida”, explica o presidente executivo da Aston Martin, Lawrence Stroll.

O Valhalla foge do estilo Gran Turismo característico da marca britânica. A montagem traseira do motor, coletor de ar sobre a cabine, a frente curta e o desenho aerodinâmico estão mais para McLaren do que para um legítimo Aston Martin. Na traseira, o destaque fica por conta das saídas de escape na tampa do capô e os enormes difusores de ar sob abaixo das lanternas.

Híbrido

Enquanto o Valkyrie é equipado com um V12 6.5 híbrido de 1.160 cv, preparado pela Cosworth, o Valhalla é levemente mais comedido. O modelo combina o V8 biturbo 4.0 de 750 cv, fornecido pela Mercedes-AMG, a uma unidade elétrica de 204 cv. O conjunto dá ao modelo 950 cv e torque de 102 kgfm. 

O motor é conectado a uma transmissão automática de dupla embreagem e oito marchas e tração integral. O resultado é aceleração de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos e máxima de 330 km/h. No modo elétrico, ele acelera a até 130 km/h. 

Para comprovar a performance do bólido, a Aston Martin levou o carro para vencer os 20 quilômetros do Anel Norte de Nurburgring, o Nordschleife. No Inferno Verde, o carro completou a volta com impressionante tempo de 6m30s.

Com esse carro vai ficar fácil para 007 salvar o mundo mais uma vez.

Leia mais:
Mobi 2022 e a escassez dos populares; editor do HD Auto comenta
Interatividade e conectividade avançam nos veículos; editor do HD Auto comenta