SÃO PAULO - O guarda civil metropolitano Luciano Medeiros foi suspenso por 120 dias por ter agredido skatistas na praça Roosevelt, em São Paulo, na semana retrasada. A punição foi publicada no "Diário Oficial".

Ele e o colega Elias dos Anjos Prestes respondem a processo administrativo por conta das agressões. Luciano foi identificado em vídeo feito por skatistas no último dia 4. Ele, que trabalhava à paisana, aplicou uma gravata num dos jovens. Depois, ameaçou o rapaz que filmava a ação do guarda com um celular.

Na semana passada, o prefeito Fernando Haddad (PT) pediu punição "exemplar" a guardas que atuem de forma violenta. Ele disse que o secretário de Segurança Urbana, Roberto Porto, agirá com "mãos fortes". Em caso de suspensão, os guardas têm corte de um terço do salário.

Hackers invadiram o perfil do GCM no Facebook. Membros do grupo Anonymous divulgaram informações como número do telefone celular e endereço da casa dele em uma página da rede social.

Vídeo

O vídeo publicado na internet mostra Luciano Medeiros aplicando uma chave de braço (estrangulamento) no skatista William Matheus, 20. Duas agentes fardadas da GCM não impediram a ação do homem.

Um dos skatistas tenta ajudar Matheus, mas é impedido por uma das agentes. Quando Medeiros libera o jovem, uma das GCMs joga spray de pimenta em skatistas que viam a ação. O GCM à paisana também joga spray de pimenta no garoto que filmava. O agente faz ameaças, diz que Matheus jogou pedras neles e sai.

À reportagem, o rapaz negou que tenha agredido os GCMs. Segundo ele, a confusão teve início quando as agentes abordaram um rapaz que estava usando bancos de madeira para manobras - a prática, que danifica os bancos, é alvo de reclamações dos demais usuários da praça.

O rapaz teria reagido à ordem da GCM. Matheus disse que só olhava a confusão quando foi abordado por uma das agentes. "Nem sabia o que estava acontecendo. De repente, o agente à paisana me imobilizou. Cheguei a ficar sem ar." O skatista afirmou que foi algemado, encaminhado a uma delegacia e liberado.