O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu nesta quarta-feira (29) situação de emergência em Apuarema (BA) e Ribeira do Pombal (BA). Com o reconhecimento, a Bahia passa a ter 126 municípios em estado de calamidade devido às fortes chuvas que atingiram o Estado.

Além dos municípios baianos, a pasta, por meio da Defesa Civil Nacional, também reconheceu a situação emergencial em Alvinópolis (MG), Frei Inocêncio (MG) e Vargem Alta (ES).

A medida permitirá que as prefeituras possam solicitar recursos ao governo federal para serem destinados à população atingida pelo desastre.

Verão chuvoso
A chegada do verão e a previsão de chuvas intensas em quase todo o país ligaram o alerta para o risco de situações de calamidade e emergências nos estados e municípios.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mês de dezembro de 2021 é considerado o mais chuvoso em 15 anos. Na Bahia e no Espírito Santo, as fortes chuvas foram provocadas pelo fenômeno da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que provoca a permanência de nuvens sobre uma determinada área por até quatro dias consecutivos.

Sistema integrado
Para monitorar as situações de calamidade por todo o país, o Ministério do Desenvolvimento Regional possui o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres. Pela plataforma, estados e municípios podem registrar ocorrências e solicitar ao governo federal o reconhecimento de situação de emergência ou estado de calamidade pública.

O município deve preencher um modelo de ofício que está disponível na página, solicitar o cadastro e finalizar o processo.

Leia mais:

Mais uma vítima do rompimento da barragem de Brumadinho é identificada; 6 estão desaparecidas
Em cinco dias, Minas registra aumento de 34% nos casos confirmados do vírus H3N2
'Chuva é um problema perene e a natureza está cada vez mais violenta', diz Kalil sobre enchentes