O arcebispo Desmond Tutu morreu neste domingo (26) aos 90 anos. Ele foi vencedor do Prêmio Nobel da Paz em 1984 por resistir, sem uso da violência, ao regime do apartheid na África do Sul. 

O ativista foi diagnosticado com câncer de próstata no final da década de 1990 e passou por diversos procedimentos médicos. Pelas redes sociais, o presidente da África do Sul, Cyril Ramphosa afirmou que Tutu era “um patriota sem igual”.

“Rezamos para que a alma do arcebispo Tutu descanse em paz, mas que seu espírito fique de guarda e vigie o futuro de nossa nação”, postou o presidente.

Tutu era amigo de Nelson Mandela. Eles viveram por muito tempo na mesma rua na cidade sul-africana de Soweto. 

Leia mais:

Homem morre e 7 ficam feridos após colisão frontal entre carro e ônibus na região Central de Minas

Jogador da seleção de Omã morre depois de sofrer infarto durante aquecimento