O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou, nesta quinta-feira (4), um decreto no Diário Oficial da União, em que condecora a si mesmo com título da Ordem Nacional do Mérito Científico. 

A honraria é concedida a personalidades que contribuíram para o desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação do país. O chefe do Executivo receberá a nomeação de “Grão Mestre”.

Vale lembrar, no entanto, que Bolsonaro adotou, desde o início da pandemia, um discurso negacionista sobre a Covid-19, questionando as medidas sanitárias, como isolamento social, o uso de máscaras e a vacinação - ele mesmo não teria se imunizado contra o coronavírus.

Além do presidente, foram homenageados os ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Paulo Guedes (Economia), Carlos Franca (Relações Exteriores) e Milton Ribeiro (Educação). 

Outras homenagens

Em julho, Bolsonaro condecorou a primeira-dama Michelle Bolsonaro com a Medalha de Mérito Oswaldo Cruz. O prêmio reconhece esforços no âmbito das atividades científicas, educacionais, culturais e administrativas relacionadas com a higiene e a saúde pública a quem tenha contribuído para o bem-estar da população.

Leia mais:

Kalil recebe autorização para retornar à presidência da Frente Mineira de Prefeitos
Fugindo das tretas: medo do cancelamento afasta jovens do debate político nas redes sociais