A Reforma Trabalhista completa quatro anos. Sancionada em julho de 2017, entrou em vigor em novembro do mesmo ano e modificou mais de 200 dispositivos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que regulamenta as regras de emprego e trabalho no Brasil.

As principais mudanças da lei 13.467/17 foram na forma de remuneração, na jornada de trabalho, a inclusão do teletrabalho, nas férias e banco de horas.

Mas o principal impacto foi a restrição de ingresso de ações na justiça por parte do trabalhador. O empregado precisa pagar as custas processuais em caso de perda da ação, assim como os honorários do advogado da empresa.

Com isso, as ações trabalhistas sofreram uma queda de 40% nos últimos quatro anos.

O coordenador e professor do curso de Direito das Faculdades Promove e Kennedy, Hellon Lopes, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre os impactos das mudanças trabalhistas, nesta quarta-feira (14), às 17h30. A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.