Com o Natal batendo às portas, os shoppings usam todas as estratégias para conseguir atrair os clientes e turbinar as vendas. E nesta corrida vale tudo: sorteio de carro importado, vales-compra de até R$ 100 mil, viagem em 3D até a casa do Papai Noel. E em tempos de pandemia, entram no pacote também o anúncio de medidas de segurança para minimizar riscos de contaminação pelo novo coronavírus. 

Quase metade dos belo-horizontinos (46,6%) devem fazer as compras dos presentes de Natal nos shoppings, segundo apurou a Câmara dos Dirigentes Lojistas da capital (CDL/BH). A luta entre os shoppings para atrair os clientes leva em consideração não somente esse desejo, mas, principalmente, garantir aos consumidores vantagens que influam na decisão de escolher um ou outro centro de vendas para ir às compras. 

O Shopping Boulevard, na região Leste da capital, optou por sortear um carro importado de luxo entre seus consumidores. Segundo Nadinne Matos, gerente de Marketing do mall, para evitar as aglomerações, o estabelecimento também aumentou as formas de compras on-line. 

Acesso
Lançamos mão da tecnologia e do que estava ao nosso alcance, pois enxergamos que o consumidor está mais reservado, está selecionando mais onde ele vai, está saindo menos, então, estamos buscando alternativas para que o produto chegue à mão dele, seja via delivery, drive-trhu ou WhatsApp”, destaca Nadinne Matos.

BH ShoppingPapai Noel que pode ser higienizado contra a Covid-19 espera crianças para fotos no BH Shopping

No BH Shopping, a aposta é em garantir aos clientes um ambiente de segurança e tranquilidade para fazer as compras presencialmente. O estabelecimento contratou infectologistas e criou um protocolo ampliado de higiene para lojistas, colaboradores e clientes. Até mesmo o Papai Noel, sempre presente nesta época do ano, foi trocado por um totem, para que as crianças tirem fotos com o bom velhinho.

Segurança.

“Queremos criar um ambiente acolhedor, de segurança para nossos clientes. Ele quer vir comprar e nós queremos recebê-lo. Então, tudo o que for possível para que ele se sinta confortável e tranquilo, nós buscamos fazer”, enfatiza Flávia Louzada, gerente de marketing do shopping. 

Já no Shopping Oiapoque a aposta está na possibilidade de os clientes conseguirem encontrar o presente que querem por um preço mais baixo. 

20 mil pessoas ao dia
O centro de compras popular, que espera receber aproximadamente 20 mil pessoas por dia para as compras de Natal, investe nas ofertas para alavancar as vendas. “Nosso cliente busca preço e é essa a nossa grande aposta. Garantir segurança e que eles possam ter a chance de comprar o que quiserem, gastando pouco”, afirma Mário Valadares, proprietário do shopping.