No mercado há quase oito anos e praticamente sem grandes novidades, a Chevrolet faz mudanças na linha Trailblazer. A versão LTZ sai de linha para dar entrada à Premier, seguindo a nomenclatura em voga no Equinox e também no Tracker. No entanto, a alteração na identidade elevou o preço do jipão em cerca de R$ 4 mil. 

A versão equipada com motor V6 3.6 de 279 cv tem preço sugerido de R$ 193.390, enquanto a opção 2.8 turbodiesel de 200 cv e 51 mkgf de torque parte de nada modestos R$ 235.990. Apesar de ser um preço nababesco, a versão é mais barata que os rivais Mitsubishi Pajero Sport e Toyota SW4, que orbitam na faixa dos R$ 260 mil.

Da velha guarda, o Trailblazer segue o conceito de engenharia que utiliza carroceria sobre chassi, como numa picape média. Mas tenta se atualizar com itens como alertas de desvio de faixa, de colisão frontal, ponto cego e de movimentação traseira, além de sete lugares. 

Seu pacote de conteúdos ainda inclui bancos revestidos em couro, direção elétrica, ar-condicionado digital, multimídia MyLink, assistente OnStar, sensor de chuva, sensor de estacionamento dianteiro, câmera de ré, retrovisor eletro-crômico, partida sem chave, sistema de áudio de alta fidelidade, dentre outros conteúdos que tentam justificar o preço.

Assista também!