Uma pesquisa realizada nos motéis de Belo Horizonte e Região Metropolitana indica variação de preço de até 460,94%, como é o caso do apartamento ou suíte presidencial por um período de duas horas. Durante a semana, o menor preço encontrado foi de R$64 e o maior de R$359. Já no fim de semana, os preços vão de R$77 a R$414, uma variação de 437,66%. Segundo o economista Feliciano Abreu, é justificável grandes variações de preços, devido à qualidade e serviços oferecidos.

Já na comparação de preços entre junho de 2017 com o mesmo período do ano passado, o apartamento ou suíte presidencial, durante a semana, custava R$234 em 2016 e foi reajustado para R$166,35, uma queda de 28,91%. No fim de semana, o valor do mesmo quarto caiu  27,66%,  passando de R$258,10 para R$186,71. 

Quanto ao apartamento ou suíte simples, durante a semana, teve um aumento de 10,23%, passando de R$67,37 para R$74,26. E no fim de semana, o preço médio era de R$74,36 e subiu para R$81,94, alta de 10,19%.

O levantamento foi relizado entre os dias 15 de maio e 02 de junho de 2017 em 55 estabelecimentos. A pesquisa completa está disponível no site do Mercado Mineiro. 

Flores

O buquê de rosas com uma dúzia pode custar de R$49,90 até R$169, com uma variação de 238%. Já o de duas dúzias pode custar de R$90 até R$240, alteração de 166%.  E a unidade da rosa vai de R$3 até R$10, variando 233%.

O vaso de violeta, sem arranjo, pode custar de R$5 até R$20, alta de 300%. A dúzia de copo de leite, pode custar de R$20 até R$80, uma variação de 300%.

Leia mais:
Shoppings de BH apostam em mimos para atrair a clientela no Dia dos Namorados
Amor para enfrentar a crise: hotéis e motéis preparam promoções
Na medida certa: presentear o amor com peças íntimas é tarefa desafiante