O Parlamento das Maldivas votou esmagadoramente pela perda do cargo do vice-presidente do país, Ahmed Adeeb, que foi acusado de tentar matar o presidente, Abdulla Yameen.

Ahmed Adeeb é o segundo vice-presidente a ter o mandato cassado em três meses. Ele foi preso por supostamente ter planejando matar o presidente em uma explosão em sua lancha no dia 28 de setembro.

A decisão foi tomada por 61 votos a favor e nenhum contra dos 85 membros do Parlamento. O Partido Democrático das Maldivas se absteve.

O presidente declarou estado de emergência na quarta-feira dizendo que a explosão e a descoberta subsequente de armas representa uma ameaça à segurança nacional. Fonte: Associated Press.