Quem vê a estrutura da Fosfato Comunicação Digital hoje, com dezenas de grandes clientes no portfólio e uma equipe de 11 profissionais gabaritados, não imagina que a empresa começou numa pequena sala, com uma mesa improvisada. Era a caixa de papelão da impressora adquirida com o dinheiro do acerto do antigo emprego do idealizador e sócio da Fosfato, o designer gráfico Afrânio Silveira.

“Como tinha dois jornais mensais que eram meus clientes, resolvi pedir demissão e abrir o próprio negócio. Meu amigo me emprestou uma sala, onde tudo começou”, relembra Silveira.

Qualquer quantia que entrava era logo reinvestida em móveis e equipamentos para o escritório, atualmente especializado em design, propaganda e produção de apresentações digitais, além do know-how em animações 2D e geração de conteúdo animado.
De lá pra cá, a Fosfato mudou algumas vezes de endereço. E com o aumento da clientela, instalou-se em uma casa no bairro Santo Antônio. “Fomos mudando o perfil, agregando serviços e crescendo junto com os clientes”, diz.

Para chamar a atenção do público em poucos minutos e mantê-lo interessado na mensagem, a Fosfato passou a apostar suas fichas nas apresentações digitais, que são pequenos vídeos para vender ideias, serviços e produtos.
“É uma comunicação criativa e ágil, que pode ser utilizada em reuniões, eventos, nas redes sócias e via whatsapp”, detalha.
 
Crescimento

E no momento em que assiste ao fechamento de agências e gráficas, o empresário mais uma vez arregaçou as mangas e driblou a crise com trabalho.

“Os meses de julho e agosto foram ruins. Mas setembro e outubro já foi melhor. Tanto é que já crescemos 20% de janeiro a outubro de 2015. Quem fica parado, encolhe”, diz. Dois funcionários foram contratos para reforçar o time.
Colégio Bernoulli, Academia Wanda Bambirra, Cerveja Wäls, ONG Abrace a Serra da Moeda, Unimed-BH, Toshiba do Brasil (Contagem), Decisão Engenharia e Esquadra estão entre os clientes da Fosfato.