A Câmara Municipal de Belo Horizonte suspendeu o concurso público que ofertava 62 vagas de níveis médio, técnico e superior. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) e assinada pelo presidente da Casa, vereador Welligton Magalhães. As inscrições seriam abertas nesta terça-feira (8) e, agora, não há previsão para serem retomadas. Os salários variavam de R$ 2.720,65 a R$ 6.703,89.

No decreto, o vereador informou que a medida foi tomada para atender a decisão do Ministério Público de Minas, que apura denúncias de irregularidades no certame. "Recebi notificação pela abertura de inquérito civil, a partir de denúncia anônima, para apurar a contratação da entidade promotora do concurso público", publicou.

O vereador esclareceu, ainda, que já encaminhou as respostas e documentação solicitadas pelo órgão, "bem como explicação completa do ato gerencial pertinente e precedentes similares ao caso da Câmara de órgãos judiciais diversos".

O Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistência Social (Idecan), responsável pelo concurso, informou que "tão logo seja possível, o novo cronograma do processo será oportunamente informado". O novo cronograma só será feito quando concluído o inquérito civil público que apura as possíveis irregularidades.