O Reino Unido registrou o maior saldo migratório nos 12 meses finalizados em 31 de março, somando 330 mil, segundo dados oficiais divulgados nesta quinta-feira. Neste período chegaram ao Reino Unido 636 mil imigrantes, 84 mil a mais que nos 12 meses anteriores, enquanto 307 mil britânicos deixaram o país, o que constitui "o maior saldo migratório já registrado", anunciou o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS).

O primeiro-ministro, David Cameron, há muito tempo tem prometido reduzir a migração líquida para abaixo dos 100 mil. Os críticos dizem que o objetivo é inatingível, uma vez que os membros dos 28 países da União Europeia (UE) têm o direito de viver em outros Estados membros.
Cerca de metade do saldo migratório para o Reino Unido veio de dentro da UE.

O ministro da Imigração, James Brokenshire, disse que os números devem ser um alerta para a UE. Segundo ele, o fluxo recorde de pessoas em toda a Europa era "insustentável e arrisca o futuro desenvolvimento econômico de outros membros da UE". Fonte: Associated Press.