A chuva que atinge Esteio (região metropolitana de Porto Alegre) alagou várias casas, na madrugada desta terça-feira (14). Não há informações de vítimas.
O dique da Beira Arroio teve vários pontos de extravasamento e a água subiu rapidamente. Os bairros mais atingidos foram Ezequiel, São José, Bom Jesus, Navegantes, Vila Nova, Vila das Moradas e Jardim das Figueiras.

Desde o início da madrugada, equipes das Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e da prefeitura utilizam barcos para retirar as famílias das casas alagadas. A AES Sul foi acionada para interromper a energia elétrica em todos os bairros alagados. 

Por volta da 1h, a prefeitura tinha divulgado que foi registrado 170 mm de chuva acumulados no município. 

ATENDIMENTO ON-LINE

A Prefeitura de Esteio também utiliza o Facebook para agilizar o atendimento e orientar os moradores para que deixem números de telefone e endereço caso precisem de barco para resgate.

Em uma das mensagens, a prefeitura pede que os moradores das áreas alagadas protejam seus móveis e soltem os animais domésticos das correntes.
Em resposta a um dos posts da prefeitura, um morador escreveu que a avó de 90 anos e o tio de 60 estão em uma imóvel alagado no bairro Navegantes e pede ajuda. "Pelo amor de Deus tirem eles de lá, eles não estão atendendo ao telefone pois tão com dificuldade".

Outra moradora pede ajuda para a tia de 65 anos e a prefeitura solicita o telefone para contato pela rede social para ajudar a idosa.

A prefeitura montou abrigos para os desabrigados na escola Eva Karnal nas igrejas Santa Rita e São Sebastião.

CHUVA CONTINUA

A Defesa Civil Estadual divulgou um boletim climatológico alertando para a chegada de uma nova frente fria vinda da Argentina, aumentando os temporais no Rio Grande do Sul. 

A previsão é que a chuva se espalhe de forma generalizada por todo o Estado, segundo a Defesa Civil.